O devastador de florestas
Olhou pros meus cabelos
E o cabo do machado do seu
Patrão
Estremeceu
Na sua mão

FRANÇA/OLINDA-PE
(agenda da vida-2005)