Coroai-me de rosas,
Coroai-me em verdade
De rosas -
Rosas que se apagam
Em fronte a apagar-se
tão cedo!
Coroai-me de rosas
E de folhas breves.
E basta

FERNANDO PESSOA - RICARDO REIS
(12-06-1914)