LAURA

 

Se Laura não veio,

Se Laura não vem,

Pra que me barbeio

Se Laura não vem?

 

Pra que a manhã,

Pra que o correio,

Se a espera foi vã,

Se Laura não veio?

 

Se a espera foi vã,

Se agora não creio,

Se Laura não veio,

Pra que amanhã?

 

Pra que avião

Se Laura não veio?

Pra que o portão

E flor no passeio?

 

Pra que esta porta

Se Laura é Ninguém?

Pra que tanta cama

Se Laura não vem?

 

GERALDINO BRASIL

(Antologia Didática de Poetas Pernambucanos)