CADA MOMENTO ESTÁ NUMA BOLHA DE AR

 

Quando pode ser a última vez,

Olha-se com olho de máquina fotográfica

Querendo guardar tudo

                                         E nada perder.

 

Cada momento está numa bolha de ar.

As coisas do mundo

                                 Já olhei com a indiferença

De quem passa

                          E amanhã voltará.

 

GRALDINO BRASIL

(Não Haverá o Anoitecer)