POBRES BOIS


Centenas de bois:
Bois brancos, bois pretos, bois malhados...
Bois mansos pastando...
Bois-cordeiros...
Nenhum deles conhece o seu dono.
Nenhum deles conhece a intenção do seu dono.
Nenhum deles conhece seu futuro preparado,
Sua vida preparada,
Sua morte preparada.
Nenhum deles pode contestar —
O pasto é verde, fértil e amplo.
Nenhum deles conhece seu futuro... nenhum deles.
Pobres bois,
Se eles soubessem quantos homens morrem de fome,
Todos os dias, encurralados como eles,
Talvez se sacrificassem por estes,
E odiassem a todos os outros.

Jocadeoliveira.comę 2006 All Rights Reserved.