AGENDA PERMANENTE DE POESIA

JANEIRO

1 – 1858. O jovem Machado de Assis escreve em seu caderno de anotações: “Por que voltastes? Esquecidos/ Meus sonhos, e meus amores/ Frios, pálidos morreram/ Em meu peito”.
2 - ...
3 – 1866. Nasce, em Sítio dos Pinhais (PR), o poeta Emiliano Perneta, autor de Ilusão (1911). Faleceu em Curitiba (PR), em 19 de janeiro de 1921.
4 – 1839. Nasce, na Vila da Barra de São João (RJ), o poeta Casimiro de Abreu, autor de As Primaveras.
5 – 1924. Nasce, em Belo Horizonte (MG), o escritor e psicanalista Hélio Pellegrino, autor de Poema do Príncipe Exilado (1947)
6 - ...
7 – 1941. Lançado em Curitiba (PR) o livro Música no Brasil, de Mário de Andrade.
8 - ...
9 – 1920. Nasce, no Recife (PE), o poeta João Cabral de Melo Neto, autor de Pedra do Sono (1942) e Morte e Vida Severina (1955).
10 - ...
11 – 1890. Nasce em São Paulo (SP), Oswald de Andrade, o grande animador e divulgador do movimento modernista. Atraiu o poeta Mário de Andrade para as trincheiras do moderno, influenciando seus companheiros de geração com a sua cultura de homem viajado. É autor de Memórias Sentimentais de João Miramar (1924) e Poesias Reunidas (l945).
1939. Nasce, em Porto Alegre (RS), o poeta Carlos Nejar, autor de Os Viventes (1979) e Livro dos Gazéis (1984).
12 - ...
13 – Como registro histórico. 1825. Fuzilado, diante dos muros da Fortaleza das Cinco Pontas, no Recife (PE), Frei Joaquim do Amor Divino Rebelo Caneca, pensador político e revolucionário, um dos que lideraram a insurreição republicana de 1824.
14 – 1887. Organizado no Rio de Janeiro, por um grupo de escritores, o Grêmio de Letras e Artes, para defender seus direitos autorais e a promoção de suas obras. Entre outros autores estavam José do Patrocínio, Aluísio Azevedo, Guimarães Passos e Coelho Neto. Em março a entidade extinguiu-se. Coelho Neto, em seu romance autobiográfico A Conquista (1889), atribui a Paula Ney o desiludido desabafo: “Não coadunam, homens de talento não fazem liga, é escusado. Um poeta e um romancista podem engalfinhar-se, mas ligar-se... isso nunca”
15 – 1847. Lançado no Rio de Janeiro, pela Editora Laemmert, o livro Primeiros Cantos, de Gonçalves Dias. 1959. Lançado o 1º volume das Obras Completas de Jorge de Lima.
16 - ...
17 – 1941. Nasce , no Rio de Janeiro (RJ), Jorge Mautner, autor de Deus da Chuva e da Morte (1962), Kaos (1963) e Panfletos da Nova Era (1980).
1958. Como registro histórico. É fundada, em São Paulo (SP), a União Brasileira de Escritores, com a finalidade de defender os direitos dos escritores.
18 – 1921. A Academia Brasileira de Letras realiza ato público em memória dos poetas Raimundo Correia, autor de Primeiros Sonhos (1879) e Poesias (1898) e Guimarães Passos, autor de Pimentões (1897) e Horas Mortas (1901), falecidos em Paris.
19 – 1928. Nasce, em Belo Horizonte (MG), o poeta Afonso Ávila, autor de O Açude (1953) e Carta do Solo (1961). É casado com a poeta Laís Araújo, autora de Caderno de Poesia (1951).
20 – 1937. É sepultado no Cemitério São João Batista, no Rio de Janeiro (RJ), o poeta Alberto de Oliveira, autor de Canções Românticas (1878), e Poesias (1900). Em 1924 foi aclamado Príncipe dos Poetas Brasileiros.
21 – 1938. Nasce, no Recife (PE), Jorge Wanderley, autor de Gesta e Poemas Anteriores (1960) e da tradução integral dos Sonnets, de Shakespeare. 1943. Nasce, em Aliança (PE), o poeta Marcus Accioly, autor de Cancioneiro (1968) e Poética: Pré-Manifesto ou Anteprojeto (1977).
22 – Como registro histórico. 1897. Nasce, no Recife (PE) o escritor Barbosa Lima Sobrinho.
1946. Nasce, em Curitiba (PR), a poeta Alice Ruiz, autora de Navalha na Liga (1980) e Pelos Pelos (1984).
23 - ...
24 – 1784. Morre no Hospício de Coleginho, em Lisboa, Frei José de Santa Rita Durão, doutor em teologia pela Universidade de Coimbra. Seu poema O Caramuru(1781), refere-se à colonização da Bahia.
1799. Nasce em São Luís (MA), o poeta Odorico Mendes, tradutor de Vírgilio, Homero e Voltaire e autor de Hino à Tarde (1832) e Palmeirim da Inglaterra (1860). Defensor da independência do Brasil, lutou contra o absolutismo monárquico.
25 – 1987. Inicia-se na praia de Ipanema, Rio de Janeiro, o Projeto Poesia na Praia reunindo aos domingos poetas para falarem seus poemas. Poetas como Leila Miccolis, Paulo Alberto Monteiro de Barros, Glória Horta, Affonso Romano de Sant’Anna, Renato Brasil e outros, assistem e participam das leituras.
26 – 1917. Como registro histórico. Nasce, em Niterói (RJ), o escritor Antônio Calado, autor de Quarup (1967) e Reflexos do Baile (1976).
27 – 1904. Morre, em São Luís (MA), o poeta baiano Francisco Mangabeira, autor de Hostiário (1898) e Últimas Poesias (1906 póst.) 1987. Morre, no Rio de Janeiro, o poeta J.G. de Araújo Jorge, autor de Amo!(1938), Eterno Motivo (1943) e O Poeta na Praça (1981).
28 – 1945. Nasce, em Fortaleza (CE), o poeta e ensaísta Pedro Lyra, autor de Poesia Cearense e Realidade Atual (1975), Literatura e Ideologia (1979) e Decisão (1983).
29 - ...
30 – 1855. O Imperador Pedro II manda imprimir, às expensas da Mordomia Imperial, o poema de Domingos José Gonçalves de Magalhães A Confederação dos Tamoios. O autor recebe o título de Visconde de Araguaia.
31 – 1935. Nasce, em Timbaúba (PE), Sebastião Uchoa Leite, autor de Dez sonetos sem Matéria (1960) e Participação da Palavra Poética (1966)

FEVEREIRO

1 – 1968. Pedro Nava começa a escrever Baú de Ossos (1971), primeiro volume das suas memórias. Médico, poeta bissexto, escreveu pouco. Somente aos 65 anos deu efetivamente início ao seu trabalho literário. 1987. Lançado na praia de Ipanema, Rio de Janeiro, Em nome da Vida, do poeta Moacyr Félix.
2 - ...
3 – 1978. Como registro histórico. Morre, no Rio de Janeiro (RJ), o escritor Otto Maria Carpeaux, autor de A Cinza do Purgatório (1942), A Batalha da América Latina (1965) e História da Literatura Ocidental (1959-1965 9 vols.).
4 – 1969. Carlos Drummond de Andrade começa a colaborar no Jornal do Brasil, do Rio de Janeiro.
5 – 1944. Apenas como registro histórico. Nasce, em Ribeirão das Neves (MG), o cartunista Henfil, autor de Hiroshima meu Humor (1965) e Cartas da Mãe (s.d.). Viajou à República Popular da China e publicou o livro de reportagem Henfil na China (l983).
6 – 1608. Registro histórico. Nasce, em Lisboa (Portugal), o Padre Antônio Vieira. Antes de completar oito anos, chega ao Brasil, residindo em Salvador (BA). Entra para a Companhia de Jesus em 1626, ordenando-se em 1635. Assiste à invasão do Brasil pelos holandeses, tornando-se um dos mais poderosos oradores a estimular a luta pela expulsão dos invasores. Em 1653, por desenvolver campanha em defesa dos índios, é acusado perante a inquisição, preso e condenado, mas tem a pena anulada. Publicou Os Sermões (1679-1748), deixou numerosa correspondência e a obra inacabada História do Futuro. É a maior expressão das letras brasileiras do século XVII.
7- 1986. Estréia, em Brasília, o filme Morte e Vida Severina, dirigido por Zelito Viana, baseado no auto natalino de João Cabral de Melo Neto.
8 – 1915. Morre, no Rio de Janeiro (RJ), o poeta Mário Pederneiras. Grande animador cultural do seu tempo, fundou várias revistas, dentre as quais as de maior sucesso foram Galáxia e Fon-Fon. Foi o primeiro poeta a usar sistematicamente o verso livre no Brasil, tendo publicado Agonia (1900) e Ao léu do Sonho e à Mercê da Vida (1912).
1965. Morre, no Rio de janeiro (RJ), o poeta Augusto Frederico Schmidt. Participou do movimento modernista, passando mais tarde a produzir uma poesia nostálgica e lírica. Reuniu seus versos em Poesias Completas(1965). Como editor, lançou alguns dos maiores escritores brasileiros: Graciliano Ramos, Gilberto Freyre, Jorge Amado, Marques Rebelo e Rachel de Queiroz.
9 - ...
10 - ...
11 – 1853. Morre, aos oitenta e quatro anos, em Ouro Preto (MG), Maria Dorotéia Joaquina de Seixas. Era a famosa Marília, a musa do poeta inconfidente Tomás Antônio Gonzaga, imortalizada na obra Marília de Dirceu (1792), que, publicada em livro, vendeu seis edições em vida do autor, foi traduzida em seis línguas e atingiu 34 edições antes do final do século. Os amores do poeta se tornaram o primeiro best-seller escrito por um autor brasileiro.
12 - ...
13 – 1915. Nasce, em Campinas (SP), o poeta, romancista e teatrólogo, Guilherme de Figueiredo, autor de A Raposa e as Uvas (1952) e os Fantasmas (1956).
1922. Primeiro dia da Semana de Arte Moderna. Participaram, entre outros, Mário de Andrade, Menotti del Picchia, Afonso Schmidt e Oswald de Andrade, provocando a mais profunda ruptura estética de toda a história da cultura brasileira.
14 – 1895. Nasce em Uruguaiana (RS), Alceu Wamosy, autor de Flâmulas (1913) e Na Terra Virgem (1914). É considerado um dos últimos poetas simbolistas. Em sua poesia há clara influência de Cruz e Souza.
1931. Nasce, em São Paulo (SP), Augusto de Campos, responsável pela criação do movimento de poesia concretista, juntamente com Haroldo de Campos e Décio Pignatari. É tradutor primoroso e autor de O Rei menos o Reino (1951), o Balanço da Bossa (1966) e Caixa Preta (1965).
15 – 1922. Segundo dia da Semana de Arte Moderna. O poeta Mário de Andrade profere a palestra A Escrava que não é Isaura. Ouvem-se apupos na platéia.
1935. Morre, no Rio de Janeiro (RJ), vítima de um desastre de automóvel, Ronald de Carvalho, autor de Poemas e Sonetos (1819). Participou da Semana de Arte Moderna, quando lançou Epigramas Irônicos e Sentimentais.
16 – 1956. Como registro histórico. Chega às livrarias o romance O Encontro Marcado, de Fernando Sabino, logo se transformando num grande sucesso de críticas e de vendas.
17 – 1847. Nasce, no Rio de Janeiro (RJ), o poeta e teatrólogo Luís Guimarães Júnior, que, aos 17 anos de idade, estreou com sua peça Ao Entrar na Sociedade.
1922 – Terceiro dia da Semana de Arte Moderna. O escritor Menotti del Picchia faz uma conferência intitulada Arte Moderna e o compositor Heitor Villa-Lobos executa uma de suas composições sob os apupos da platéia que cacarejava.
18 – 1875. Morre, em Niterói (RJ), o poeta Fagundes Varela, autor de Noturnas (1860) Vozes da América (1864) e Anchieta, ou o Evangelho na Selva (1875). Em 1924, nasce em Maceió (AL), Ledo Ivo, autor de Imaginações (1944) e Acontecimentos do Soneto (1948). Em 1940, nasce, no Rio de Janeiro (RJ), o poeta Armando Freitas Filho, autor de Palavra (1963) e Cabeça de Homem (1991).
19 – 1926. Oswald de Andrade escreve saudação ao lançamento de Pathê Baby, romance modernista de Antônio de Alcântara Machado.
1981. Morre, no Rio de Janeiro (RJ), o poeta e ensaísta Osvaldo Orico.
20 -...
21 – Registro histórico. Nasce, em Caxias (MA), Coelho Neto, romancista, autor de A Capital Federal (1893) e O Rei Negro (1914). Sua obra é extensa, editada em 112 volumes. Foi o prosador mais popular dos 1900, numa época de poetas soberanos. Era escritor profissional, embora tenha ministrado aulas de literatura, teatro e exercido o jornalismo e a política. Dono de uma prosa muito pessoal, repleta de jogos de sinônimos e intensa adjetivação, seu estilo foi contestado pelos modernistas de 22, tornando-se o símbolo do passadismo. Seus textos mais secos, especialmente alguns contos, e a peça teatral O Patinho Torto resistiram muito bem ao tempo.
22 – Registros históricos. 1843. Nasce, no Rio de Janeiro (RJ), o Visconde de Taunay, autor de Retirada da Laguna (1872) e de Inocência (1872).
Em 1945, o escritor José Américo de Almeida rompe a censura e, em entrevista ao jornalista Carlos Lacerda, publicada no Correio da Manhã, exige que se realizem eleições livres. Seu pronunciamento foi crucial para o fim da ditadura do Estado Novo.
23 - ...
24 – Como registro histórico. 1946. Nasce, em Uberaba (MG), o teatrólogo Mário Prata, autor de O Cordão Umbilical (1970). Atualmente, escrevia Bang-Bang, telenovela da Globo.
25 – 1945. Morre, em São Paulo (SP), Mário de Andrade, autor de Paulicéia Desvairada (1922) e Macunaíma (1928) É uma das grandes figuras do modernismo. De temperamento tímido, mas intelectualmente incansável na busca dos valores modernos, transformou-se numa espécie de guia de sua geração.
26 -...
27 -...
28 – 1924. Nasce, em São José do Calçado (ES), o poeta Geir Campos, autor de Rosa dos Rumos (1950) e Tarefa (1982).
1928. Nasce, em Belo Horizonte (MG), Paulo Mendes Campos, poeta e
cronista, autor de Palavras Escritas(1951) e Diário da Tarde (1981).
29 -...

MARÇO

1. Em 1913, é lançado pela revista Fon-Fon o concurso pela escolha do Príncipe dos Poetas Brasileiros. Olavo Bilac foi eleito com 40 votos.
Registro histórico. Em 1923, em Petrópolis (RJ), morre o jurista Rui Barbosa.
2. Em 1932, morre, num sanatório da Suíça, o poeta e dramaturgo Leopoldo Fróis. Como poeta, usava o pseudônimo de João da Ega. Escreveu Mimosa e outro Amor.
3. Registro histórico. 1936. É preso em sua residência em Maceió (AL), pela polícia, o escritor Graciliano Ramos. Foi transferido para um presídio no Rio de Janeiro. Sobre esta experiência terrível escreveu:
“Liberdade completa ninguém desfruta: começamos oprimidos pela sintaxe e acabamos às voltas com a Delegacia de Ordem Política e Social, mas, nos estreitos limites a que nos coagem a gramática e a lei, ainda nos podemos mexer (...) Não caluniemos o nosso pequenino fascismo tupinambá: se o fizermos, perderemos qualquer vestígio de autoridade e, quando formos verazes, ninguém nos dará crédito. De fato, ele não nos impediu de escrever. Apenas nos suprimiu o desejo de entregar-nos a esse exercício”. (In Memórias do Cárcere)
4. Em 1849, aparece o primeiro livro de poemas, Rosas e Goivos, do estudante José Bonifácio, o Moço. É uma das primeiras obras poéticas impressas em São Paulo. O autor não faria carreira literária, mas política. Em 1946 (como registro histórico), nasce, em Manaus (AM), o escritor Márcio de Souza, autor de Galvez, o Imperador do Acre (1976), O Fim do Terceiro Mundo (1990) e peças de teatro como As Folias do Látex (1976).
5. 1938. Nasce, em São Francisco de Paula (RS), o poeta e ensaísta, José Clemente Pozenato, autor de Vária Figura (1971) e O Regional e o Universal na Literatura Gaúcha (1974).
6. 1909. Morre, em São Gonçalo do Sapucaí (RJ), o poeta e pesquisador João Barbosa Rodrigues. Famoso também como botânico, escreveu Iconografia das Orquídeas do Brasil em 17 volumes (1869-1872).
7. 1915. Morre, no Rio de Janeiro (RJ), em acidente de bonde, o poeta simbolista Marcelo Gama (pseudônimo literário de Possidônio Cezimbra Machado), autor de Via Sacra (1902) e Noite de Insônia (1907).
1931. Morre, em Fortaleza (CE), o poeta Juvenal Galeno.
8. 1850. Registro histórico. Em Desterro, hoje Florianópolis (SC), começa a circular O Novo Íris, o mais antigo jornal do Estado.
9. 1900. Nasce, em Viena (Áustria), Otto Maria Carpeaux.
1901. Nasce no Rio de Janeiro (RJ), Melo Nóbrega, autor de Rima e Poesia (1965).
10. 1804. Nasce, em Jaguaribe (BA), Francisco Moniz, poeta e repentista de Clássicos e Românticos (1854-1855).
11. 1926. Nasce, no Rio de Janeiro (RJ), o poeta Moacyr Félix, autor de Violão de Rua , (1962-1963), Canto para as Transformações do Homem (1964), Neste Lençol (1977), Em Nome da Vida (1981) e de Poemas Antologia (1992).
12. 1882.Nasce, no Recife (PE), Bastos Tigre, autor de Versos Perversos (1905).
1898. Nasce, em Santos (SP), o poeta e cronista Ribeiro Couto, autor de Dia Longo (1944), prêmio internacional da poesia, em Paris (1958).
13. 1943. Nasce, em Jardim do Seridó (RN), o poeta e ensaísta, Moaci Cirne, autor de Vanguarda: Um Projeto Semiológico (1975) e A Poesia e O Poema do Rio Grande do Norte (1979)
14. 1847. Nasce, em Curralinho (hoje, Castro Alves) (BA), o poeta Castro Alves, um dos grandes representantes do romantismo brasileiro ao lado de Gonçalves Dias. Em homenagem ao Poeta dos Escravos o dia é considerado DIA NACIONAL DA POESIA. Publicou o livro Espumas Flutuantes (1870). Denunciou a iniqüidade da escravidão e viveu nas grandes capitais do Brasil: Recife, depois São Paulo e Rio.
15. 1900. Registro histórico. Nasce, no Recife (PE), o sociólogo Gilberto Freyre.
16. 1931. Apenas como registro histórico. Nasce, no Rio de Janeiro (RJ), o dramaturgo Augusto Boal, autor de Arena Conta Zumbi (1965).
17. 1912. Registro histórico. Nasce, em Fortaleza (CE), o escritor Edmar Morel, autor de A Revolta da Chibata (1963). Narra a rebelião dos marinheiros (1911) da armada brasileira, sob o comando do marujo João Cândido. O livro provocou a ira do Ministro da Marinha e foi proibido pela censura um ano após a sua publicação. O autor também foi vítima de perseguições.
18. 1924. Divulgado pelo Correio da Manhã, do Rio de Janeiro, o Manifesto Pau-Brasil, de Oswald de Andrade: “A poesia existe nos fatos. Os casebres de açafrão e de ocre nos verdes da favela, sob o sol cabralino, são fatos estéticos. Pau Brasil”.
19. 1534. Nasce, em San Cristobal de La Laguna, capital de Tenerife, o Padre José de Anchieta. Veio para o Brasil com a idade de 19 anos. É o primeiro autor a escrever poesia e teatro no Brasil, sendo considerado, portanto, o fundador da literatura brasileira. Escreveu obra extensa, entre as quais Diálogo do Pe. Pero Dias, Mártir (1571) e Dia de Assunção em Reritiba (1590). Foi fundador da cidade de São Paulo.
20. É autorizada a impressão, pela censura lisboeta, do poema Prosopopéia, de Bento Teixeira, tendo sido, nesse mesmo ano, lançada a sua primeira edição. O autor, judeu marrano, veio para o Brasil com seis anos de idade, acompanhando a família. O poema, publicado postumamente, é a primeira obra impressa de autor brasileiro.
1892. Nasce, em Itapira (SP), o poeta Menotti del Picchia, um dos participantes da Semana de Arte Moderna de 22. Publicou Juca Mulato (1917) e Salomé (1940).
1904. Circula na cidade de Conceição do Serro (MG) o periódico, Conceição do Serro, dirigido pelo poeta Alphonsus de Guimaraens.
21...
22. 1867. Nasce, em Maceió (AL), Guimarães Passos, poeta e fundador
da Academia Brasileira de Letras. 1959. Publicado no Jornal do Brasil
O Manifesto Neoconcreto, assinado por Amílcar de Castro, Ferreira Gullar, Franz Weissman, Lygia Clark, Lygia Pape, Reinaldo Jardim e Theon Spanudis.
23. ...
24. 1889. Nasce, no Recife (PE), o poeta Olegário Mariano, autor de Ângelus (1911) e Cidade Maravilhosa (1930). Foi, também, “príncipe dos poetas brasileiros”, em concurso público, sucedendo a Alberto de Oliveira. Foi membro da Academia Brasileira de Letras.
25. 1885. Nasce, em Santo Antônio de Jesus (BA), o poeta Pedro Kilkerry. Morreu novo, deixando obra dispersa nos jornais, mas produziu uma poesia simbolista avançada para o seu tempo, com muitas ousadias formais.
26. 1966. Sobre o épico na obra de Olavo Bilac, Virginius da Gama e Melo aponta “a eloqüência do seu verbalismo, tornando todos os assuntos mais ou menos míticos, tudo heroicizando e exaltando”, no suplemento literário de O Estado de São Paulo.
27. 1715. Morre, no Rio de Janeiro (RJ), Prudêncio do Amaral, padre e autor de poema escrito em latim sobre a cultura da cana-de-açúcar no Brasil, intitulado De Sacchari Opifício Carmen, publicado em Pisa (Itália). 1937. Nasce, em Belo Horizonte (MG), o poeta Affonso Romano de Sant’Anna, autor de A Grande fala do Índio Guarani Perdido na História e Outras Derrotas (1978) e O Canibalismo Amoroso (1984).
28. ...
29. ...
30. 1926. Nasce, em Barreirinha (AM), o poeta Thiago de Mello, autor de Faz Escuro Mais Eu Canto (1965) e Mormaço na Floresta (1981).
31. 1890. Com o pseudônimo de Victor Leal, Olavo Bilac e Pardal Mallet publicam, na Gazeta de Notícias, do Rio de janeiro, o romance O Esqueleto

ERRATA: 14 DE MARÇO

Prezado Joca,

Parabéns por mais um Poesia Descalça, agora beirando o centésimo!

Meu único reparo na edição é quanto ao local de nascimento do
poeta Castro Alves. Se você não leu o poesia.net n. 159, dê
uma olhada no meu texto sobre esse assunto. Curralinho hoje é
Castro Alves -- certo. Mas Castro Alves não nasceu em Curralinho.
Nasceu na fazenda Cabaceiras, que fica em Muritiba-BA.

O erro vem do fato de que a fazenda Cabaceiras é sempre citada
como localizada "a sete léguas de Curralinho, que hoje é Castro Alves".
Essa proximidade é que leva o leitor a deduzir que o poeta nasceu
na cidade que tem o seu nome. Falso.

Confira: http://www.alguma poesia.com.br/poesia2/poesianet159.htm

Abração,
Machado


ABRIL

1. 1933. Nasce, em Cajobi (SP), o poeta Mário Chamie, autor de Lavra Lavra (1962) e Indústria (1967). Fundou a revista Práxis (1962). Integra a vanguarda da poesia contemporânea .
2. 1931. Publicada a novela, Oscarina, de Marques Rebelo, pela Livraria Schmidt Editora. O autor tinha 24 anos. O livro foi aplaudido pela crítica. Era o começo do ousado empreendimento editorial do poeta Augusto Frederico Schmidt, que também lançaria A Mulher que Fugiu de Sodoma (1931), de José Geraldo Vieira.
3. Nasce, em São João da Barra (RJ), a poeta Narcisa Amália, autora de Nebulosas (1872), e Flores do Campo (1874).
4. Registro histórico. 1948. Morre, em São Paulo (SP), Monteiro Lobato, autor de Cidades Mortas (1919), Negrinha (1920) e Os Doze Trabalhos de Hércules (1944).
5. 1866. Nasce, em Santos (SP), o poeta Vicente de Carvalho, chamado de “o poeta do mar”, autor de Poemas e Canções (1908) e Páginas Soltas (1911).
6. 1881. Nasce, em Jaraguá (AL), o poeta Goulart de Andrade, da escola parnasiana, autor de Poesias (em três séries:1907,1911,1934) e Névoas e Flama (1911). Uma dessas singularidades foi que, apesar de parnasiano convicto, ele utilizou-se de formas líricas medievais, como o rondó e a balada, já totalmente esquecidas. 1945. Nasce, em Uruguaiana (RS), o poeta Luís Miranda, autor de Andança (1969) e Solidão Provisória (1976).
7. 1623. Nasce, em Salvador (BA), o poeta barroco Gregório de Matos. Irreverente, autor de versos líricos, religiosos e satíricos, foi quem primeiro encarnou o espírito inconfundível de ser brasileiro, até mesmo em suas contradições. É o primeiro grande poeta que o Brasil produziu, e um dos maiores da literatura nacional. Viveu num período de intensa atividade intelectual na Bahia, vergastando com seus versos os poderosos senhores coloniais. O povo, que através dele se vingava dos dissabores, deu-lhe o apelido de “Boca do Inferno”.
8. ...
9. Registro histórico. 1891. Sai o 1º número do Jornal do Brasil no Rio de Janeiro.
10. 1985. Morre, em Goiás Velho (GO), a escritora Cora Coralina, autora de Poemas dos Becos de Goiás e Estórias Mais (1965) e O Vintém de Cobre (1982). Nasceu na mesma cidade, em 1890.
11. 1824. Morre, em Recife (PE), o dicionarista Antônio de Moraes Silva, que seria bisavô do poeta Vinicius de Moraes. 1892. Nasce, em Pindamonhangaba (SP), Alexandre Ribeiro Marcondes Machado, de pseudônimo Juó Bananere. Poeta satírico, é autor de La Divina Increnca (1915), escrita numa espécie de dialeto ítalo-paulistano. Fundou o semanário O Pirralho.
12. 1882. Nasce, em Fortaleza (CE), José Albano, autor de Rimas (1912) e Ode à Língua Portuguesa (1912).
13. 1934. Morre, no Rio de Janeiro (RJ), João Ribeiro, a quem devemos valiosas contribuições no campo da língua portuguesa, do folclore e da crítica literária. Em desabafo, ao seu amigo Humberto de Campos, disse certa vez: “A maior dificuldade, quando se faz crítica literária, consiste em escrever sobre poetas. É uma gente perigosa, à qual não se pode dizer verdades”.
14. Registro histórico. 1857. Nasce, em São Luís (MA), o escritor Aluísio Azevedo.
15. 1955. É publicado o livro Pequeno Oratório de Santa Clara, de Cecília Meireles, no Rio de Janeiro (RJ). 1991. Morre, aos 91 anos de idade, no Rio de Janeiro, o poeta Dante Milano, autor de Poesias (1948) e Poesia e Prosa (1979). Colaborou no Boletim de Ariel.
16. ...
17. Registro. 1985. Instala-se em São Paulo o II Congresso Brasileiro de Escritores.
18. 1906. Nasce, no Rio de janeiro (RJ), o poeta Augusto Frederico Schmidt.
19. 1886. Nasce, no Recife (PE), Manuel Bandeira, que em 1917 publica, pelas oficinas do Jornal do Commercio, do Rio de Janeiro, seu primeiro livro de poemas A Cinza das Horas, com uma tiragem de apenas duzentos exemplares. 1936. É publicado por um grupo de amigos, em edição especial, o livro de poemas A Estrela da Manhã, de Manuel Bandeira, em homenagem aos cinqüenta anos do poeta.
20. 1884. Nasce, em Espírito Santo, atual Cruz do Espírito Santo (PB), Augusto dos Anjos, o poeta original de Eu (1912), famoso por sua linguagem científica. “A mais abstrusa das mesclas de lirismo espiritual e de rudeza materialista”.(Agripino Grieco). 1950. Publicado o ensaio Juan Miró, de João Cabral de Melo Neto, em edição artesanal ilustrada com três xilogravuras do próprio Miró, impresso em Barcelona.
21. 1902. Morre, em São Luís (MA), o poeta Sousândrade. Homem de personalidade inquieta, excêntrico, viaja pela Amazônia, Europa, África. Vive durante cinco anos (1870-1875) em Nova Iorque, onde imprime suas obras poéticas (1874). De volta ao Maranhão, tenta fundar uma universidade, mas acaba morrendo em extrema pobreza. Seu trabalho mais importante é O Guesa (1877). 1930. Nasce, em Jaú (SP), Hilda Hilst, autora de Presságios (1950), Sete Contos do Poeta para o Anjo (1962), e Ficções (1977).
22. 1941. Nasce, no Rio de janeiro (RJ), o crítico José Guilherme Merquior, autor de Razão do Poema (1965).
23. 1843. Nasce, em Areias (PB), o pintor Pedro Américo, que publicou, também, diversos livros científicos, de poesia e pelo menos dois romances: O Holocausto (1900) e O Foragido (1900). 1893. Nasce, em União (AL), o poeta Jorge de Lima, autor de Invenção de Orfeu (1952), sobre o qual escreveu Waltensir Dutra: “A sua força poética repercutirá profundamente e a sua experiência formal contribuirá de qualquer modo para apontar rumos à poesia brasileira”. Integrou o movimento modernista com obras como Poemas (1927) e Novos Poemas (1929).
24. 1870. Nasce, em Taquari (RS), o poeta Zeferino Brasil, da escola simbolista, autor de Torre de Marfim (1910) e Alma Gaúcha (1935). 1885. Morre, em Rouen (França), a poeta Nísia Floresta, uma das primeiras mulheres brasileiras a se bater pela abolição da escravatura. 1927. Nasce, no Rio de Janeiro (RJ), Vlademir Dias Pino, líder do movimento poema-processo, lançado em 1967, nas escadarias do Teatro Municipal dessa cidade. É autor de O Poema Visual (1951) e Processo: Linguagem e Comunicação (1971). 1930. Nasce, em Pinheiro (MA), o escritor José Sarney, autor de Norte das Águas (1969) e Brejal dos Guajás (1985). É da Academia Brasileira de Letras.
25. 1852. Morre prematuramente, na cidade do Rio de Janeiro, Álvares de Azevedo, o poeta da Lira dos Vinte Anos. 1930. É publicado em Belo Horizonte (MG) o primeiro livro de Carlos Drummond de Andrade, Alguma Poesia.
26. ...
27. ...
28. Nasce, em Palmital de Saquarema (RJ), o poeta Alberto de Oliveira, um dos maiores poetas parnasianos brasileiros. No seu Diário Secreto, Humberto de Campos explica por que Alberto de Oliveira tinha o apelido de Torre de Pisa: “Sempre ereto, solene, teso como um ponto de admiração, começa a sofrer no porte a influência dos setenta anos. Não querendo, porém, capitular, curvando a espinha ou envergando o pescoço, vai tombando por inteiro, para a frente, como uma estátua a que abalassem o pedestal”. 1910. Nasce, em Cruz Alta (RS), o poeta Heitor Saldanha, autor de Casebre (1939) e A Hora Evarista (1974).
29. ...
30. 1804. Nasce, no Recife (PE), Maciel Monteiro, poeta e dândi, tradutor de Lamartine. Publicou suas traduções entre 1846 e 1848 na revista Progresso, do Recife. Ficou célebre pelo soneto “Formosa, qual pincel em tela fina” Herdou o título nobiliárquico de Barão de Itamaracá. 1942. Mário de Andrade profere a célebre conferência “O movimento Modernista”, na Biblioteca do Ministério das Relações Exteriores, no Rio de Janeiro, durante a ditadura de Vargas, onde afirma: “A liberdade não é um prêmio, é uma sanção. Que há-de-vir.”
31.
ERRATA: 3 de abril
A poeta Narcisa Amália nasceu no ano de 1852.

MAIO

1. Registros históricos: 1500. Data da carta de Pero Vaz de Caminha, o primeiro documento escrito sobre o Brasil. 1883. Morre, em Porto Alegre (RS), o dramaturgo José Joaquim de Campos Leão, o Qorpo Santo, precursor do teatro do absurdo. 1922. Nasce, em São João del-Rey, o escritor Otto Lara Resende, autor de O Retrato na Gaveta (1956) e As Pompas do Mundo(1975).
1928. Publicado O Manifesto Antropofágico, de Oswald de Andrade, no primeiro número da Revista de Antropofagia.
2. ...
3. Mais registros: 1910. Nasce, em Passo de Camarajibe (AL), Aurélio Buarque de Holanda Ferreira, autor do famoso dicionário que leva o seu nome. Membro da Academia Brasileira de Letras e da Academia Brasileira de Filologia. 1937. Nasce, no Rio de Janeiro (RJ), a escritora Nélida Piñon, de família oriunda da Galiza (Espanha), autora de Guia-Mapa de Gabriel Arcanjo (1961) e Tebas no meu Coração (1974).
4. 1861. Nasce, em Itaguaí (RJ), Luís Murat, autor de Quatro Poemas (1885) e Ritmos e Idéias (1920).
5. 1563. Chega à aldeia de Iperoig (SP) o Padre Anchieta, acompanhado do Padre Manuel da Nóbrega. Por várias semanas permanece aí como refém dos índios. Durante esse tempo, consta que escreve, nas compactas areias da praia, com o auxílio de um bastão, o seu famoso poema De Beata Virgine... São 4.172 versos, em latim, decorados um a um, e depois passados para o papel. Parte desse poema foi utilizado por Villa-Lobos, nos grandes corais de sua décima sinfonia, em 1952.
1726. Nasce, em Nova Colônia do Sacramento (RS), Manuel de Macedo Pereira de Vasconcelos, famoso orador sacro e poeta, autor de Orações Sacras (1785) e Poesia (s.d).
6. 1853. Nasce, em Salvador (BA), levado com 1 mês de idade para Fortaleza (CE), Rodolfo Teófilo, farmacêutico, líder abolicionista, historiador, romancista e poeta. Escreveu História da Seca no Ceará (1877), Lira Rústica (1919) e os romances Maria Rita (1897) e Paroara (1899). Morreu, em Fortaleza (CE), no dia 2 de julho de 1932.
7. 1875. Aparecem em Ouro Preto (MG), em opúsculo assinado B. G., os poemas eróticos O Elixir do Pagé e a Origem do Mênstruo. As iniciais são de Bernardo Guimarães.
8. Registro histórico: 1705. Nasce, no Rio de Janeiro (RJ), Antônio José da Silva, o Judeu, a maior figura do teatro em língua portuguesa de seu tempo. Autor de Guerras do Alecrim e Manjerona (1737). 1906. Nasce, em Caruaru (PE), Elísio Condé.
1915. Suicida-se, no Rio de Janeiro (RJ), o poeta Batista Cepellos, autor de Os Bandeirantes (1906). Era natural do interior de São Paulo e viveu uma história trágica. Foi protegido do Senador Peixoto Gomide, que lhe financiou os estudos, na capital. A convivência levou o poeta a apaixonar-se pela filha do seu benfeitor e o casamento foi marcado. Mas o senador, num ato intempestivo, assassina a filha e a seguir se mata, antes revelando que os noivos eram irmãos. Chocado, Cepellos muda-se para o Rio de Janeiro, onde, vítima de forte depressão, acaba por se matar.
9. 1895. Sai o primeiro número da revista A Cigarra, tendo como redator Olavo Bilac. Eram colaboradores Filinto de Almeida, Arthur Azevedo, Coelho Neto, Emílio de Menezes, João Ribeiro, entre outros. 1895. Nasce, em Palmares (PE), o poeta Ascenso Ferreira, famoso pela sua linguagem rica em termos exóticos, pitorescos e de elementos regionais. Até a interpretação de seus poemas é típica e o próprio autor deixou exemplos disso em gravações. É autor de Catimbó (1927), Cana Caiana (1939) e Poemas (1951).
10. 1946. Morre, no Rio de Janeiro (RJ), o poeta Catulo da Paixão Cearense, autor de Meu Sertão (1918) e Sertão em Flor (1919).
1953. Morre, no Rio de Janeiro (RJ), o poeta e teatrólogo, Raul Pederneiras, autor de Com Licença (1899), Musa Perversa (1939) e O Gaúcho.
11 . Registro: 1925. Nasce, em Juiz de Fora (MG), o escritor Rubem Fonseca, autor de Feliz Ano Novo (1975) e Agosto (1990).
1962. Nasce, em Pão de Açúcar (AL), o poeta Roque Braz. Formado em Direito, pela Faculdade de Direito do Recife, é atualmente funcionário do Tribunal de Contas do Estado de Pernambuco. Homem de sete instrumentos, faz esculturas em giz, pinta, escreve, compõe e, nas horas vagas, toca violão. É compadre do poeta Joca de Oliveira.
12. Morre, no Rio de Janeiro (RJ), o poeta Antônio Pereira de Sousa Caldas. Em Coimbra (Portugal), quando aí estudava, foi preso e torturado porque o seu poema Ao Homem Selvagem continha críticas sociais. Ao sair da prisão, terminou o curso, viajou para Paris e Roma, onde ingressou na carreira eclesiástica. 1837. Morre, no Rio de Janeiro (RJ), o poeta, jornalista e dono de livraria Evaristo da Veiga. Foi autor da letra do Hino da Independência, e principal redator do jornal Aurora Fluminense (1827-1835), fundado “para contrapor-se ao medíocre nível das gazetas da época”.
13. 1860. Nasce, a bordo do vapor São Luís, no mar do Maranhão (MA), Raimundo Correia, o poeta de Aleluias (1891), célebre pelos sonetos As Pombas e Mal Secreto.
Registro histórico: 1881. Nasce, no Rio de Janeiro (RJ), o escritor Lima Barreto, autor de Recordações do Escrivão Isaías Caminha (1909) e Triste Fim de Policarpo Quaresma (1913). Sobre ele, assim escreveu o crítico Moisés Massaud: “Herdeiro de Machado de Assis, mas contagiado por novas tendências estéticas e conturbado por uma vida desgraçada, Lima Barreto constitui um elo de união entre o Realismo e o Modernismo. Escritor Fronteiriço, o primeiro aspecto que nos chama a atenção diz respeito ao humor bem brasileiro, puxado a caricatura e mesmo a chalaça, que impregna as criaturas e as situações.” 1901. Nasce, em Juiz de Fora (MG), Murilo Mendes, autor de Poemas (1930)
e Mundo Enigma (1945). Em colaboração com Jorge de Lima escreveu tempo e eternidade (1935). 1984. Suicida-se, no Rio de Janeiro (RJ), o memorialista Pedro Nava.
14. ...
15. Registro histórico: 1828. É fundada a Academia das Ciências Jurídicas e Sociais de Olinda, que recebeu, transferida para a cidade do Recife (PE), o nome de Faculdade de Direito, onde estudaram o poeta Castro Alves e o crítico Silvio Romero.
1908. Nasce, em Engenópolis (MG), o poeta e ensaísta, Guilhermino César, autor de A Arte de Matar (1969) e Teatro Completo de Qorpo Santo(1980). 1922. Sai o primeiro número de Klaxon, revista modernista, reunindo autores ligados ao ideário da Semana de Arte Moderna. Nela Colaboraram Mário de Andrade, Guilherme de Almeida, Sérgio Milliet, Oswald de Andrade e outros.
16. 1893. Nasce, no Rio de Janeiro (RJ), o poeta e crítico Ronald de Carvalho.
17. 1956. Nasce, em Petrópolis (RJ), o poeta Júlio Ambrósio, autor de No Sereno da Noite (1988)
18. Registro histórico. 1850. É inaugurado no Recife (PE) o Teatro Santa Isabel.
19....
20. 1898. Morre, em Lisboa (Portugal), o poeta carioca Luís Guimarães Junior. Apesar de sua estréia se ter dado ainda no Romantismo, alguns historiadores preferem situá-lo no Parnasianismo. Autor de Filigranas (1869) e Poema dos Mortos (1882). 1914. Nasce, em Taranacá (AL), o poeta J.G. de Araújo Jorge.
21. 1933. Nasce, em Belém (PA), a poeta Olga Savary, autora de Espelho Provisório (1970), Sumidouro (1977) e Magma (1982).
22. 1819. Morre, em São Gonçalo do Sapucaí (MG), a poeta Bárbara Heliodora, esposa do poeta inconfidente Alvarenga Peixoto. Após a morte do marido, tendo sido ela e sua geração declaradas infames e os seus bens seqüestrados, Bárbara enlouqueceu e vivia pelas ruas a recitar baixinho os versos do marido e a simular distribuir suas riquezas aos pobres. Seus poemas continuam dispersos.
23. 1792. Embarcados, sob ferros, para degredo, os poetas Tomás Antônio Gonzaga, para Moçambique, e Alvarenga Peixoto, para Angola.
24. 1862. Casa-se o poeta Fagundes Varela, em Sorocaba (SP), com Alice Guilhermina Laundes. A noiva era artista de circo, uma bela contorcionista e engolidora de espadas, o que provocou escândalo na família do poeta.
1951. Nasce, no Rio de Janeiro (RJ), o poeta Chacal (Ricardo de Carvalho Duarte), autor de Preço da Passagem (1972) e Tantas Coisas (1982).
25. 1827. Nasce, em São Paulo (SP), o poeta João Cardoso de Meneses e Sousa, o Barão de Paranapiacaba, autor de Harpa Gemedora (1849) e tradutor de Plauto.
26. 1896. O poeta Olavo Bilac briga com o proprietário da Confeitaria do Pascoal e passa a freqüentar a Confeitaria Colombo, levando com ele todos os escritores e intelectuais que faziam ali sua roda boêmia.
27. 1860. O poeta Fagundes Varela publica na Revista Dramática seu primeiro artigo, intitulado O Drama Moderno, onde ataca o teatro clássico.
28. 1889. Morre, no Rio de janeiro (RJ), Francisco Otaviano, poeta, autor do famoso poema “Quem passou pela vida em branca nuvem...”
29. 1807. Morre, em Moçambique, Tomás Antônio Gonzaga, o poeta de Marília de Dirceu. Nasceu, em Portugal, no dia 11 de agosto de 1744.
30. 1963. Morre, em Paris (França), o poeta Ribeiro Couto. Participou da Semana de Arte Moderna em 1922, quando publicou A Casa do Gato Cinzento e O Crime do Estudante Batista (s.d).
31...
ERRATA:12 de maio de 1814. Morre, no Rio de Janeiro, o
poeta Antonio Pereira de Sousa Caldas.


JUNHO

1. 1943. Manuel Bandeira é nomeado professor catedrático de Literatura Hispano-Americana da Faculdade Nacional de Filosofia da Universidade do Brasil.
2. 1952. Nasce, no Rio de Janeiro (RJ), Ana Cristina César, autora de Cenas de Abril (l979), Luvas de Pelica (1980) e A Teus Pés (1982). 1976. Registro histórico: Morre, no Recife (PE), o romancista e teatrólogo Hermilo Borba Filho, autor de História do Teatro (1950), Deus no Pasto (1971) e o Cavalo da Noite (1976).
3. 1826. Nasce, no Rio de Janeiro (RJ), Laurindo Rabelo, poeta que pertenceu à Escola Romântica, autor de Trovas (1853) e Obras Poéticas (1876). A amargura, a revolta e o pessimismo, sempre presentes em sua poesia, eram o retrato de sua vida marcada pela pobreza e por diversas desgraças em sua família. Isso abafou o seu primitivo pendor pela sátira. 1918. Nasce, em Mariana (MG), Alphonsus de Guimaraens Filho, autor de Lume de Estrelas (1940) e Absurda Fábula (1973).
4. 1789. Suicida-se no cárcere, em Ouro Preto (MG), o poeta inconfidente Cláudio Manoel da Costa. A publicação de suas Obras (1768) constitui o ponto de partida do lirismo arcádico no Brasil. Tentou depois a poesia épica, com o poema Vila Rica (1773), um dos primeiros, em nossa literatura, onde se faz notar forte sentimento de brasilidade. 1939. Paulo Rónai publica no jornal Ujsak, na Hungria, artigo pioneiro sobre a poesia brasileira.
5. 1729. Nasce, em Mariana (MG), no sito Vargem do Itacolomi, na Freguesia do Carmo, o poeta árcade Cláudio Manoel da Costa. 1903. Nasce, em Juiz de Fora (MG), Pedro Nava, autor de Baú de Ossos (1972) e Galo das Trevas (1981).
6. 1786. É fundada a Sociedade Literária do Rio de Janeiro, com estatutos redigidos por Manuel Inácio da Silva Alvarenga, poeta árcade da Inconfidência Mineira.
7. Registros históricos: 1839. Nasce, em Vila do Carmo (SE), o filósofo Tobias Barreto, autor de Dias e Noites (1881), Estudos Alemães (1926) e de ensaios filosóficos e jurídicos. 1944. Nasce, em Carpina (PE), Aguinaldo Silva, autor de redenção para Job (1961), O Inimigo Público (1981) e de inúmeras novelas televisivas de grande sucesso. 1989. Morre, em Curitiba (PR), o poeta e escritor, Paulo Leminski.
8. ...
9. 1597. Morre o Pe. José de Anchieta na Aldeia de Reritiba (ES), cujo nome atual é Anchieta. 1910. Nasce, em São Paulo (SP), a escritora Patrícia Galvão, a Pagu. Pertenceu ao movimento modernista e foi mulher atuante na militância política contra o Estado Novo. Passou por prisões e torturas, sendo obrigada a se exilar. Casou-se com Oswald de Andrade e, mais tarde, com o escritor Geraldo Ferraz. É mãe do crítico Geraldo Galvão Ferraz. Escreveu Parque Industrial (1931) e Verdade e Liberdade (1950). 1934. Morre, no Rio de Janeiro (RJ), o romancista e poeta Medeiros de Albuquerque, membro fundador da Academia Brasileira de Letras e um dos primeiros poetas a mostrar conhecimento de estética simbolista, autor de O Mequetrefe (1888), Poesias (1904) e o Umbigo de Adão (1932).
10. 1880. É celebrado o tricentenário de Luís de Camões, com exposição de uma camoniana na Biblioteca Nacional (RJ). O escritor Joaquim Nabuco fez o discurso de abertura. 1882. Morre em Roma (Itália) o poeta Gonçalves de Magalhães, representante da transição entre a poesia clássica e a romântica. 1952. Nasce, no Rio de janeiro (RJ), o poeta Antônio Carlos Secchin, autor de Ária de Estação (1972), João Cabral: a Poesia do menos (1985) e Diga-se de Passagem (1988).
11. 1935. Nasce, em Cachoeiro de Itapemirim (ES), Marly de Oliveira, autora de A Suave Pantera (1962), Invocação de Orfeu (1978) e A Força da Paixão e A Incerteza das Coisas (1984). 1936 Nasce, em Itacoatiara (AM), o poeta Élson Bentes Farias, autor de Barro Verde (1961), Ciclo das Águas (1965) e Imagem (1976).1952 Nasce, em Belo Horizonte (MG), o poeta Geraldo (Geraldinho) Carneiro, autor de Na Busca do Sete-Estrelo (1974) e Folias do Coração (1983).
12. ...
13. 1868. Nasce, em Paracuru (CE), o poeta e romancista Antônio Sales, autor de Versos Diversos (1890), Retrospecto dos Feitos da padaria Espiritual (1894 – com o pseudônimo de Moacyr Jurema) e Poesias (1902).1935 Nasce, no Rio de Janeiro (RJ), o peta Fernando PY, autor de Vozes do Corpo (1981) e do livro de ensaios Chão da Crítica (1984).
14. 1881 Nasce, no Rio de Janeiro (RJ), o poeta e romancista Aluísio de Castro, autor de Rimário (1926), Carmes (1928), e o Período Parnasiano na Poesia Brasileira (1954).
15. 1901. Nasce em Maricá (RJ), o escritor Modesto de Abreu, contista, poeta e teatrólogo, autor de Poemas Rebeldes (1926), Biógrafos e Críticos de Machado de Assis (1939) e A Tragédia dos Pracinhas.
16. Nasce, no bairro de São Cristóvão, na cidade de Rio de Janeiro (RJ), Dante Milano. 1927. Nasce, em João Pessoa (PB), o escritor Ariano Suassuna, autor de Farsa da Boa Preguiça, Auto da Compadecida e do romance Pedra do Reino (1971).
17. ...
18. ...
19. 1915. Assassinado a tiros o poeta Aníbal Teófilo pelo escritor Gilberto Amado. Os dois se desentenderam durante debate no final da cerimônia de inauguração da Sociedade Brasileira de Homens de Letras, entidade criada pelo poeta Olavo Bilac. 1944. Nasce, no Rio de Janeiro (RJ), o compositor, romancista e teatrólogo Chico Buarque de Holanda, autor de Fazenda Modelo (1975), Ópera do Malandro (1978) e Estorvo (1991).
20. 1915. Enterrado o poeta Aníbal Teófilo. Durante o velório, conta o poeta Raimundo de Meneses: “No instante trágico de cerrar o féretro do poeta de A Cegonha, todos, sem nenhuma combinação antecipada, tiraram dos bolsos frascos de perfume e os derramaram, um a um, sobre o peito do morto”. No dia seguinte, esgotou-se no Rio de Janeiro o estoque do perfume Ideal, de Houbigant. Virou moda.
21. 1830. Nasce, em Salvador (BA), filho de uma escrava, o poeta Luís Gama, autor de Primeiras Trovas (1861), e que foi posto no cativeiro por seu pai branco.
22. Nasce, no Rio de Janeiro (RJ), o poeta e pesquisador João Barbosa Rodrigues, autor de Trenos do Amor (1858) e Memorial de Uma Costureira (1861). 1924. Chega a Belo Horizonte (MG) a caravana de escritores modernistas de São Paulo.
23. 1884. Nasce, em Santos (SP), Martins Fontes, autor de Verão (1917), A Flauta Encantada (1931) e Sol das Almas (1936). 1939. Nasce, em Abaetetuba (PA), o poeta João de Jesus Paes Lourenço, autor de Remo Mágico (1976) e Deslendário(1981). 1956. Nasce, em Ribeirão – PE, o poeta Joca de Oliveira, autor de Os Últimos Pássaros da Cidade (1998) e Para Além do Peito Tatuado (2004).
24. 1808. Nasce, em Lapa do Ribeirão (SC), Marcelino A. Dutra, que publicou o poema satírico, em 4 cantos, Assembléia das Aves (1847), provavelmente o primeiro livro publicado no Estado de Santa Catarina. 1855. Morre, na cidade de Salvador (BA), o poeta e monge beneditino, Luís José Junqueira Freire, o autor de Inspirações do Claustro (1855).
25. 1937. Morre, em Santos (SP), o poeta Martins Fontes.
26. ...
27. 1889. Morre, em Recife (PE), Tobias Barreto. 1908. Nasce, em Cordisburgo, o escritor João Guimarães Rosa, um dos cumes, ao lado de Graciliano Ramos e Clarice Lispector, da prosa brasileira do século XX, autor de Sagarana (1946) e Grandes Sertões:Veredas (1956)
28. Registro histórico: 1880. A Biblioteca Popular de São Luís (MA) fecha as portas por falta de verbas. Era a manifestação pública da decadência da cidade que outrora fora chamada de “A Atenas Brasileira”.
29. ...
30. 1906. Nasce, em Alegrete (RS), o poeta e jornalista Mário Quintana, autor de mais de 40 livros, em prosa e verso, dentre eles, Rua dos Cataventos (1940) e A Vaca e o Hipogrifo (1977). É ainda cronista do jornal Correio do Povo e tido pela crítica e pelo público como um dos nossos maiores poetas modernos. Traduziu Proust e Virginia Woolf. 1931. Nasce, em Bela Vista de Goiás (GO), o poeta Gilberto Mendonça Teles, autor de Estrela D’Alva (1956) e Plural de Nuvens (1984).

JULHO:

1. Registros históricos: 1891. Morre, em Nápoles (Itália), o escritor Silva Jardim. Caiu na cratera do vulcão Vesúvio. 1928. Nasce, em São Bento do Una (PE), o escritor Gilvan Lemos, autor de Noturno com Música (1956) e Os Pardais estão Voltando (1983).
1991. Morre, no Rio de Janeiro (RJ), o poeta e cronista Paulo Mendes Campos, autor de Domingo Azul do Mar (1958) e O Cego de Ipanema (1960).

2. 1955. Nasce, em Niterói (RJ), o poeta e teatrólogo Júlio Martins, autor de A Oeste de Nada (1981).
3. 1949. Registro: Nasce, em Santiago (RS), o escritor Caio Fernando Abreu, autor de Morangos Mofados (1982) e Os Dragões não Conhecem o Paraíso (1988).
1961. No suplemento dominical do Jornal do Brasil o cineasta Glauber Rocha sintetiza a nova mentalidade do Cinema Novo com a frase: “Uma idéia na cabeça e uma câmera na mão” .
4. 1866. Nasce, em Curitiba (PR), Emílio de Menezes, irreverente poeta parnasiano, autor de Poemas de Morte (1901) e Dies Irae (1906).
1986. É publicada, no Diário Oficial, a Lei nº 7.505, que dispõe sobre os benefícios fiscais concedidos a operações de caráter cultural, conhecida como Lei Sarney.
5. Como registro histórico, em 1924, nasce em Vitória de Santo Antão (PE), o escritor Osman Lins, autor de O Fiel e a Pedra (1968) e Avalovara (1974).
1933. Começa a circular no Rio de Janeiro a revista Literatura, dirigida por Manuel Bandeira e Augusto Frederico Schmidt.
6. 1871. Morre, em Salvador (BA), o poeta Castro Alves, de septicemia provocada por ferida na perna. O poeta tinha sofrido um tiro acidental durante uma caçada e os médicos que o atenderam cometeram erros primários.
7....
8. Registro histórico: 1978. Morre, em São Paulo (SP), o escritor Osman Lins.
9. 1833. Nasce, em Vila dos Guimarães (MA), o escritor Sousândrade (Joaquim de Sousa Andrade), considerado precursor do Modernismo. 1903. Acidenta-se na Rua da Passagem, no Rio de Janeiro, o poeta Olavo Bilac. Guiava o carro de José do Patrocínio quando bateu numa árvore. Foi o primeiro acidente automobilístico acontecido no Brasil.
10. 1898. Nasce, em Belém (PA), o poeta Jaques Flores ou Luís Teixeira Gomes, autor de Berimbau e Gaita (s.d.) e Cuia Pitinga (s.d).
11. 1902. Nasce, em São Paulo (SP), Sérgio Buarque de Holanda, autor de Raízes do Brasil (1936) e Visão do Paraíso (1958). É pai do compositor Chico Buarque de Holanda. 1937. Nasce, no Rio de Janeiro (RJ), Lélia Coelho Frota, autora de Quinze Poemas (1956) e Menino Deitado em Alfa (1978).1969. Morre, em São Paulo (SP), o poeta Guilherme de Almeida, autor de Raça (1925) e Pequeno Romanceiro (1957). Participou da Semana de Arte Moderna e da fundação da revista Klaxon.
12. ...
13. ...
14. 1920. Nasce, em Bom Jardim (PE), o poeta e folclorista Mário Souto Maior, autor de Meus Poemas Diferentes (1938), Dicionário Folclórico da Cachaça (1974) e Galalaus e Batorés (1981).
15. 1921. Morre, em Mariana (MG), Alphonsus de Guimaraens, autor de Dona Mística (1899) e Mendigos (1920).
16. ...
17. 1661. É expulso do Pará, com outros jesuítas, o Padre Antônio Vieira. O motivo da medida foram os inúmeros sermões e cartas que o jesuíta produziu em defesa dos índios e atacando os dirigentes da capitania.
18. 1697. Morre, no Colégio dos Jesuítas, em Salvador (BA), o Padre Antônio Vieira, aos 89 anos. Ficou preso nos cárceres da Inquisição em Lisboa e ficou famosa sua defesa diante do Tribunal.
19. ...
20. 1897. Realiza-se a primeira sessão da Academia Brasileira de Letras, no Pedagogium, que funcionava no Liceu de Artes e Ofícios.
21. 1888. É publicado no jornal Novidades (RJ), de Alcindo Guanabara, O Soneto Decadente, de Medeiros de Albuquerque, considerado por muitos uma espécie de manifesto simbolista. 1922. Lançamento de Paulicéia Desvairada, de Mário de Andrade.
22. 1823. Nasce, em Ubatuba (SP), o poeta Francisco de Melo Franco, autor do poema heróico-cômico O Reino da Estupidez (1819) e Noite Sem Sono (s.d.)1882. Nasce, em Oliveira (MG), o gramático José Oiticica, líder anarquista, autor de Sonetos (1911).1928. Nasce, em Porto Alegre (RS), a poeta e jornalista Lara de Lemos, autora de Adaga Lavrada (1981).
23. ...
24. 1870. Nasce, em Ouro Preto (MG), o poeta simbolista Alphonsus de Guimaraens, autor de Setenário das Dores de Nossa Senhora (1889) 1890.Nasce, em Campinas (SP), o poeta Guilherme de Almeida.
25. ...
26. 1895. Nasce, em São José dos Campos (SP), Cassiano Ricardo, autor de Vamos Caçar Papagaios (1926) e Martim Cererê (1928), poemas de cunho nacionalista. Entre seus ensaios destaca-se Marcha para Oeste (1940).
27. 1918. Criado por Oswald de Andrade, numa das páginas do diário de garçonnière, O Perfeito Cozinheiro das Almas deste Mundo, o famoso poema carimbo AMAR é a divisa de MIRAMAR, antecedendo os trabalhos dos cubistas e concretistas.
28. 1913. Trecho da conferência O Culto da Forma na Poesia Brasileira, pronunciada na Biblioteca Nacional pelo poeta Alberto de Oliveira, considerada exemplo do pensamento parnasiano: “Menos custa imaginar um belo poema do que pô-lo por obra, outro tanto podendo afirmar-se de uma ópera, de um quadro, de uma estátua, de um edifício. Idéias à parte, certos casos de enfermidades mentais todos têm; arte poucos alcançam. Vale muito serem as idéias grandiosas; não vale menos terem representação condigna pela palavra”.
29....
30...
31. 1589. Levado, em Lisboa (Portugal), ao tribunal do Santo Ofício, para ser julgado por heresia e práticas judaizantes, o poeta Bento Teixeira. Foi denunciado pela própria mulher. 1795. Morre, em Lisboa (Portugal), José Basílio da Gama. Foi sepultado no Convento da Boa Hora em Belém. É autor do poema Uruguai(1769). Nasceu na Vila de São João d’El Rei, hoje Tiradentes.

AGOSTO

1. 1952. Nasce, no Rio de Janeiro (RJ), a poeta Bruna Lombardi, autora de No Ritmo Dessa Festa (1976).
2. 1879. Nasce, em Teresina (PI), o poeta parnasiano, jornalista e ensaísta, Félix Pacheco, famoso, sobretudo, pelos seus trabalhos sobre identificação datiloscópica. É numerosa a sua produção literária, onde se contam livros de poesia e ensaios literários sobre Baudelaire, Valéry, Euclides da Cunha, Evaristo da Veiga, e Alberto Rangel. Tem também um livro sobre “homens e ratos” na vida política nacional. 1935. Nasce, em São Luís (MA), o poeta Nauro Machado, autor de Necessidade do Divino (1957) e O Cavalo de Tróia (1982).
3. 1964. Curiosidade: Agripino Grieco, comentando os concursos literários em sua coluna de O Jornal, escreve: “Só os tolos ainda crêem em concursos literários”.
4. 1738. Nasce, a bordo de um navio em viagem para o Rio de Janeiro, Domingos Caldas Barbosa, poeta repentista e satírico, autor de inúmeras obras, entre as quais se destacam Almanaque das Musas (1793), A Escola dos Ciosos (1795) e A Viola de Lereno (1826, em 2v.) 1898. Nasce, em Tupanciretã (RS), Raul Bopp, autor de Cobra Norato (1931). Desse poema disse Oswald de Andrade: “Em Cobra Norato, pela primeira vez, se realizou a poesia brasileira grandiosa e sem fraude”. Morreu, no Rio de Janeiro (RJ), em 2 de junho de 1984. Como registro histórico, em 1916, nasce, em São Paulo (SP), a memorialista Zélia Gattai, autora de Anarquistas, graças a Deus (1979) e Chão de Meninos (1993).
5. 1987. Morre, no Rio de Janeiro (RJ), Maria Julieta Drummond de Andrade, autora de A Busca (1946) e O Valor da Vida (1982).
6. Registro histórico. 1934. Nasce, em Milão (Itália), o dramaturgo Gianfrancesco Guarnieri. É autor de Eles não Usam Black-Tie, que estreou em 22 de fevereiro de 1958 pelo Grupo Arena.
7. 1960. Começa, em Recife (PE), o 1º Congresso Brasileiro de Crítica e História Literária.
8. 1926. Morre, no Rio de Janeiro (RJ), o poeta gaúcho, Múcio Teixeira, parnasiano, autor de Poesias (1903 2 vols), além de dramas e ensaios de crítica literária. 1940. Nasce em São Luís (MA), o poeta e romancista, Antônio Miranda, autor de Crenças e Vivências (1979) e A Quadratura do 6 (1979) e Thesaurus (1985). 1943. Começa a ser escrito o ensaio Estouro e Libertação, por Antônio Cândido, primeira análise critica da obra de Oswald de Adrade.
9. 1784. ...
10. 1823. Nasce, em Caxias (MA), Antônio Gonçalves Dias, autor de I-Juca Pirama e Canção do Exílio.
11. ...
12. ...
13. 1811. Nasce, no Rio de janeiro (RJ), Gonçalves de Magalhães, o poeta de Suspiros Poéticos e Saudades (1836) e de Confederação dos Tamoios (1856).
14. ...
15. 1929. Nasce, em São Luís (MA), o poeta e jornalista Lago Burnett, autor de O Ballet das Palavras (1951) e A Língua Envergonhada (1976).1939. Nasce em Santa Rita do Passa Quatro (SP), a poeta Eunice Arruda, autora de A Mudança da Lua (1986). 1975. Morre, em Lisboa (Portugal), Murilo Mendes, autor de História do Brasil (1932) e A Poesia em Pânico (1938). Lecionou na Universidade de Roma e em 1972 recebeu o prêmio Internacional Etna-Taormina.
16. 1912. Nasce, em Recife (PE), o poeta e ensaísta, Mauro Mota, autor de Elegias (1952), Imagens do Nordeste (1961) e Canto do Meio (1964). Pertenceu à Academia Brasileira de Letras.
17. 1841. Nasce, em Rio Claro (RJ), Fagundes Varela, o poeta de Cantos Meridionais (1865), e Anchieta ou o Evangelho nas Selvas (1875).1864. Morre, nos arredores de Londres (Inglaterra), Odorico Mendes. 1977. Morre, em Cataguases (MG), Rosário Fusco, autor de Poemas Cronológicos (1928). Pertenceu ao grupo modernista da revista Verde.1987. Morre, no Rio de Janeiro (RJ), Carlos Drummond de Andrade. Alguma Poesia foi o seu primeiro livro publicado (1930). Em 1992, saíram, em livro, vários de seus poemas eróticos, ainda inéditos, sob o título de Amor Natural.
18. ...
19. 1929. Nasce, em São Paulo (SP), o escritor Haroldo de Campos, um dos idealizadores do movimento de Poesia Concreta, autor de Signantia: Quase Coelum (1979) e Galáxias (edição em CD:1992).
20. 1927. Nasce, em Jundiaí (SP), Décio Pignatari, poeta concretista e autor de estudos de comunicação e semiótica. Publicou o livro de Ficção O Rosto da Memória (1986)
21. ...
22. 1981. Registro histórico. Morre, em Lisboa (Portugal), o cineasta, Glauber Rocha.
23. 1851. Nasce, em Cachoeira do Sul (RS), o poeta Ramiro Barcelos, mais conhecido pelo pseudônimo de Amaro Juvenal, autor do poema satírico Antônio Chimango (1915), exemplo de literatura política com valor literário. 1862. Em carta de Paris, Gonçalves Dias escreve, desmentindo jornais do Rio de janeiro, Bahia e Pernambuco, que haviam anunciado sua morte em naufrágio: “É mentira! Não morri! Nem morro, nem hei de morrer nunca mais...” Em 3 de novembro de 1864 o poeta morreria num naufrágio, na costa do Maranhão.
24. 1860. Nasce, em Laranjeiras (SE), o poeta, cronista e filólogo, João Ribeiro, autor de Dicionário Gramatical (1889) e o Fabordão (1910). Foi membro da Academia Brasileira de Letras e da Academia de Ciência de Lisboa. 1944. Nasce, em Curitiba (PR), Paulo Leminski, autor de Catatau (1975) e Caprichos & Relaxos (1983).
25. 1834. Nasce, em Florianópolis (SC), Luís Delfino, cuja obra, em vida, não se reuniu em livro.
26. 1819. Editado pela Imprensa Régia, o poema A Muhraida, de Henrique João Wilkens. É a primeira manifestação literária em língua portuguesa da região amazônica. 1897. Nasce, no Recife (PE), o poeta e teatrólogo, Joaquim Cardoso, autor de Poemas (1947), Signo Estrelado (1960) e o Coronel de Macambira (1963).
27. 1792. Morre, em Angola, degredado, o poeta Alvarenga Peixoto, um dos heróis da Inconfidência Mineira. Nasceu no Rio de Janeiro (RJ), em 1744, e pouco publicou em vida. Foi casado com Bárbara Heliodora, única mulher a se envolver na conspiração. Sua obra foi reunida, em 1865, por Joaquim Norberto de Sousa e Silva.
28. 1906. É assassinado por motivos políticos o poeta e filósofo, Fausto de Aguiar Cardoso, autor de Taxinomia Social (1898) e O Vulto Político de Martinho Garcez (1900). 1991. Morre Walmir Ayala, autor de Poemas da Paixão (1967) e A Pedra Iluminada (1976).
29. ...
30. 1952. Nasce, em Picos (PI), a contista, poeta e romancista Rosa Maria dos Santos, autora de Universitários: Versos e Prosa (1980) e Baião de Dois (1983).
31. 1874. Nasce, em Xiririca (SP), atual Eldorado, Francisca Júlia, poetisa, autora de Mármores (1895) e Esfinges (1903). 1992. João Cabral de Melo Neto recebe o prêmio Neustadt, concedido pela Universidade de Oklahoma (EUA)

SETEMBRO

1. 1922. Nasce, no Rio de Janeiro (RJ), o poeta Darcy Damasceno, autor de Poemas (1946) e O Mundo Contemplado (1967). Pertenceu à Geração de 45. 1938. Lançado o livro A Túnica Inconsútil, de Jorge de Lima.
2. 1744. Batiza-se no Porto (Portugal) Tomás Antônio Gonzaga, de pais brasileiros. Seria o poeta de Marília de Dirceu (1792) e figuraria entre os heróis da Inconfidência Mineira de 1789. 1831. Nasce, em São Paulo (SP), o poeta Álvares de Azevedo. 1950. Nasce, em Campina Grande (PB), Bráulio Tavares, autor de Sai do Meio que lá Vem o Filósofo (1982) e A Espinha Dorsal da Memória (1989). 1960. Nasce, em São Paulo (SP), o compositor e escritor, Arnaldo Antunes, autor de Ou e (1983) e Psia (1986).
3. 1943. Nasce, em Jequié (BA), Waly Salomão, autor de Me Segura qu’eu Vou Dar um Troço (1972) e Gigolô de Bibelôs (1983).
4. 1867. Nasce, em Recife (PE), o poeta e romancista, Medeiros e Albuquerque. 1928. Nasce, em Manaus (AM), o poeta Luís Bacelar, autor de Flauta de Barro (1963) e Quatro Movimentos (1975).
5. ...
6. ...
7. 1867. É representado pela primeira vez o drama Gonzaga e a Revolução de Minas, de Castro Alves, no Teatro São João, de Salvador (BA), pela atriz Eugênia Câmara.
8. 1796. Nasce, em Jaboatão (PE), Natividade Saldanha, autor de Poesias (1822). Morreu em Bogotá (Colômbia) em 1830. 1901. Acontece o último encontro da Panelinha, reunião gastronômica que reunia os escritores Machado de Assis, Joaquim Nabuco, Taunay, José Veríssimo, Arthur Azevedo, Graça Aranha, Olavo Bilac e outros. O nome tornou-se pejorativo para designar grupo cultural dominante e autocongratulatório.
9. 1909. Morre, em Paris (França), o poeta Guimarães Passos.
10. 1930. Nasce, em São Luís (MA), o poeta Ferreira Gullar, autor de A Luta Corporal (1954) e Poema Sujo (1976)
11. ...
12. 1957. Registro Histórico: Morre, no Rio de Janeiro (RJ), o escritor José Lins do Rego.
13. 1876. Nasce, em Macaíba (RN), a poeta Auta de Souza, autora de Horto (1915)
14. 1916. Nasce, em Dois Córregos (SP), o poeta da Geração de 45, Mário da Silva Brito, autor de Três Romances da Idade Urbana (1946), Poemário (1966) e As Metamorfoses de Oswald de Andrade (1976).
15. 1938. Nasce, em Santa Cruz (RS), a escritora Lya Luft, autora de As Parceiras (1980) e O Quarto Fechado (1984).
16. 1911. Morre, em Paris (França), o poeta Raimundo Correia, um dos líderes da corrente parnasiana no Brasil.
17. 1757. Nasce, em Paracatu (MG), Francisco de Melo Franco, poeta repentista e satírico, autor também de ensaios de cunho filosófico e cientista.
18. 1916. Internado como louco, morre o poeta B. Lopes, autor de Cromos (1881) e Plumário (1905). Era mestiço, entregou-se completamente à vida boêmia, ficou famoso por suas extravagâncias.
19. 1921. Nasce, no Recife (PE), o educador Paulo Freire, autor de Ação Cultural Para a Liberdade e Outros Escritos (1978) e Aprendendo com a Própria História (1987)
20. 1898. Nasce, em São Paulo (SP), o crítico, poeta e ensaísta, Sérgio Milliet, que, com Oswald de Andrade, fundou a revista Cultura. Escreveu Poemas Análogos (1927) e Diário Crítico (1940-1950 10 vols)
21. ...
22. ...
23. 1918. Nasce, em Aracaju (SE), o poeta, contista e jornalista, Joel Silveira, autor de Um Guarda-Chuva para o Coronel (1968) e Vinte Horas de Abril (1968). E mais conhecido com repórter das atividades dos pracinhas durante a II Guerra Mundial.
24. 1973. Morre, em Paris (França), o escritor Josué de Castro, autor de Geografia da Fome (1948) e Homens e Caranguejos (1967). Nasceu no Recife, em 1908, pertenceu ao movimento antropofágico e colaborou na Revista de Antropofagia.
25. 1936. Nasce, em Manaus (AM), Astrid Cabral. Escreveu Alameda (1963) e Torna-Viagem (1981).1943. Nasce, em São Paulo (SP), Roberto Piva, autor de Coxas (1979) e Quizumba (1983).
26. ...
27. 1836. Nasce, em Fortaleza (CE), Juvenal Galeno, poeta de Lendas e Canções Populares (1865), representante da Poesia Popular no Romantismo brasileiro.1890. Morre, no Rio de Janeiro (RJ), o poeta Murilo Araújo, autor de A Galera (1917), A Luz Perdida (1952) e A Arte do Poeta (1956).
28. 1864. Morre, no Rio de Janeiro (RJ), o poeta Laurindo Rabelo.
29. ...
30. 1882. Nasce, em Niterói (RJ), o poeta e dramaturgo Leopoldo Fróis. 1926. Nasce, em São Paulo (SP), o poeta Paulo Bonfim, autor de Antônio Triste (1947) e Tempo Reverso (1964).

OUTUBRO

1. 1939. Nasce, no Rio de Janeiro (RJ), o escritor Arthur José Poerner, autor de O Poder Jovem (1970) e Nas Profundas do Inferno (1979).
2. 1928. Nasce, na Fazenda Mirabela, Itabuna (BA), Hélio Pólvora, autor de Os Galos da Aurora (1958) e Massacre no Km 13 (1980).
3. 1847. Nasce, no Rio de Janeiro (RJ), Carlos de Laet, jornalista e poeta, autor de Poesias (1894) e Imprensa na Década Republicana (1899). Dele disse Jônatas Serrano: “Duas vantagens apresentava Laet em qualquer discussão, fosse quem fosse o adversário: a habilidade em desferir setas e a perícia incomparável em manejar o idioma”.
4. 1859. Nasce, em Viçosa (CE), Clóvis Beviláquia. É um dos fundadores da Academia Brasileira de Letras e autor de Vigília Literária (1879-1882)
5. 1906. Nasce, em Montes Claros (MG), o escrito Ciro dos Anjos, autor de O Amanuense Belmiro (1937), Abdias (1949) e A Criação Literária (1956). É membro da Academia Brasileira de Letras.
6. 1864. Publicado Chrysálidas, o primeiro livro de versos de Machado de Assis, editado por B.L.Garnier. A publicação deu ao autor algum relevo, embora os versos sejam na maioria medíocres. 1933. Nasce, em Santa Maria (RS), o poeta Armindo Trevisan, autor de A surpresa do Ser (1967) e O Rumor do Sangue (1975).
7. ...
8. 1799. Nasce, no Rio de Janeiro (RJ), o poeta e jornalista, Evaristo da Veiga, autor de Poesias (1911) e tradutor da História do Brasil, de Armitage. 1863. Nasce, em São Luis (MA), o poeta Catulo da Paixão Cearense.
9. 1891. Nasce, em Aracaju (SE), Jackson de Figueiredo, líder, junto com Alceu do Amoroso Lima, da intelectualidade católica do seu tempo, autor do livro de poesias, Zíngaros (1910) e do ensaio A Reação do Bom-Senso (1922). 1893. Nasce, em São Paulo (SP), Mário de Andrade, que desempenhou um papel fundamental no Movimento Modernista de 1922. 1938. Nasce, em Araxá (MG), Francisco Alvim, autor de Sol dos Cegos (1968) e Passatempo (1974).
10. 1956. Nasce, no Rio de Janeiro (RJ), o teatrólogo e ator, Miguel Falabela, autor de A Partilha e No Coração do Brasil.
11. 1866. Nasce, em Campinas (SP), o poeta, romancista e teatrólogo, Rodrigo Otávio, autor de Bodas de Sangue (1895) e Minhas Memórias dos Outros (1934-1936 3 vols.). Exerceu papel importante na fundação da Academia Brasileira de Letras, que teve a primeira sede provisória em seu escritório, no Rio de Janeiro (RJ). 1973. É lançado pela Editora José Olympio o livro Menino Antigo (Boitempo II), de Carlos Drummond de Andrade.
12. 1810. Nasce, em Floresta (RN), Nísia Floresta Brasileira Augusta, autora de Conselhos à Minha Filha (1842) e A Lágrima de um Caeté (1849).
13. 1932. Morre, no Rio de Janeiro (RJ), o poeta, romancista e crítico, Nestor Victor, autor de Signos (1897), Amigos (1900) e Elogio do Amigo (1921).
14. 1865. Realiza-se nos salões do Clube Fluminense um sarau da Arcádia Fluminense. Machado de Assis recita No Espaço, poema de sua autoria.
15. 1915. Nasce, no Rio de Janeiro (RJ), Antônio Houassis, filólogo e crítico literário. Fixou os textos de Augusto dos Anjos, Lima Barreto, Machado de Assis e Gonçalves Dias e escreveu Crítica Avulsa, Sugestões para uma Política da Linguagem (1960), Seis Poetas e um Problema (1960) e Elementos de Bibliografia (1967 2 vols.).
16. ...
17. 1944. Morre, no Rio de Janeiro (RJ), o poeta e jornalista Jônatas Serrano, autor de Evangeliário (1907), Esta Vida Passa (1938) e o Chalé e Outros Contos (1938). 1966. Lançado no Rio de Janeiro (RJ) o filme O Padre e a Moça, de Joaquim Pedro de Andrade, baseado no poema de Drummond.
18. Morre, em Barra de São João (RJ), aos 23 anos, o poeta Casimiro de Abreu, autor de As Primaveras (1859). 1954. Morre, no Rio de Janeiro (RJ), o antropólogo e poeta Edgar Roquete-Pinto, autor de Glória sem Humor (1928), Ensaios de Antropologia Brasileira (1933) e Ensaios Brasileiros (1949). Fundou o Instituto do Cinema Educativo e a Rádio MEC (1923), especializada em música erudita e temas culturais. Era da Academia Brasileira de Letras.
19. 1913. Nasce, no Rio de Janeiro (RJ), Vinicius de Moraes, poeta, músico e dramaturgo, autor da peça Forma e Exegese (1935) e Orfeu da Conceição (1954). Compõe, em 1953, seu primeiro samba: Quando tu passas por mim.
20. 1930. Nasce, em Teresina (PI), Mário Faustino, autor de O Homem e sua Hora (1955). Foi simpático ao concretismo, sem integrar-se ao movimento. Morreu num desastre aéreo em Pachacana, Peru, em 27 de setembro de 1962. Trabalhou como crítico no suplemento literário do Jornal do Brasil (RJ).
21. 1915. Contratado pelos fabricantes do xarope Bromil o poeta Bastos Tigre para escrever um texto publicitário.
22. 1908. Morre, no Rio de janeiro (RJ), o poeta, teatrólogo e contista, Arthur de Azevedo, notável pela sua veia humorística. Publicou Carapuças (1872), Contos Possíveis (1897) , Contos Fora da Moda (1897), Contos Efêmeros (1897) e Contos em Versos (1898).
23. ...
24. 1882. Nasce, em Humaitá (AM), Raimundo Monteiro, autor de Volutas (1905) e As Horas Lentas (1930). Pertenceu à Escola Parnasiana e seus versos traduzem cuidado formal. 1919. Nasce, em Lorena (SP), Péricles Eugênio da Silva Ramos, poeta de Lamentação Floral (1946). Jornalista, é fundador da Revista Brasileira de Poesia (1947). 1929. Morre, em São Paulo (SP), o poeta Amadeu Amaral, membro da Academia Brasileira de Letras. Teve suas obras completas publicadas em 1948.
25. ...
26. 1973. Encerrada, no Rio de Janeiro (RJ), a primeira parte do Movimento Expoesia, lançado no dia 22 pelo professor Affonso Romano de Sant’Anna, através do Departamento de Letras da PUC/RJ, com o objetivo de mostrar os diversos caminhos da poesia moderna brasileira. As II e III partes do evento tiveram lugar em Friburgo (RJ) e Curitiba (PR), respectivamente. Expoesia reuniu representantes dos grupos do Neoconcretismo, Práxis, Tendência, Violão de Rua, Poema-Processo, Geração de 45, Tropicalismo, etc.
27. 1892. Registro Histórico. Nasce, em Quebrangulo (AL), o escritor Graciliano Ramos.
28. ...
29. 1983. Suicida-se, no Rio de Janeiro (RJ), a escritora, Ana Cristina César.
30. 1895. Nasce, em Petrópolis (RJ), o poeta Raul de Leôni, autor de Ode a um Poeta Morto (1918) e Luz Mediterrânea (1922). 1946. Nasce, em Cornélio Procópio (PR), o poeta e contista, Jair Pereira dos Santos, autor de Kafka na Cama (1980) e A Faca Serena (1983). 1970. Preso sob a mira de metralhadoras, no Rio de Janeiro (RJ), o editor Enio Silveira. Pouco depois, os escritórios da Editora Civilização Brasileira foram criminosamente incendiados.
31. 1902. Neste dia um anjo torto disse: “Vai, Carlos, vai ser gauche na vida”. E nasce, em Itabira do Mato Dentro (MG), o poeta Carlos Drummond de Andrade, considerado um dos maiores nomes da poesia em língua portuguesa. Na juventude participou do grupo mineiro do Modernismo, fundou revistas e trocou cartas e idéias com os colegas paulistas. É autor de Brejo das Almas (1934), Sentimento do Mundo (1940) e A Rosa do Povo(1945).

NOVEMBRO

1. 1814. Morre, no Rio de Janeiro (RJ), o poeta Manoel Inácio da Silva Alvarenga, um dos participantes da Inconfidência Mineira de 1789, em Ouro Preto (MG). É autor de poemas líricos reunidos em Glaura (1799).
2. 1868. Nasce, no Rio de Janeiro (RJ), o poeta simbolista, Mário Pederneiras. 1895. Nasce, no Rio de Janeiro (RJ), a poeta Silvia Patrícia, autora de Fumaça do Meu Cigarro (1948).
3. 1960. Estréia em São Paulo (SP), no Teatro Natal, a peça Morte e Vida Severina, de João Cabral de Melo Neto, em histórica montagem com Cacilda Becker.
4. 1978. Morre, em Olinda-PE, o poeta Joaquim Cardoso.
5. ...
6. 1875. Nasce, em Capivari (SP), o poeta parnasiano Amadeu Amaral, autor de Urzes (1900), Letras Floridas (1920) e Elogio da Mediocridade (1924). Foi membro da Academia Brasileira de Letras.
7. 1901. Nasce, no Rio de Janeiro (RJ), Cecília Meireles, autora de Romanceiro da Inconfidência (1953) e Espelho Cego (1955). 1927. Eleito Prefeito de Palmeiras dos Índios (AL), o escritor Graciliano Ramos, pelo Partido Democrático.
8. ...
9. Morre, em Lisboa (Portugal), o Padre Domingos Caldas Barbosa, conhecido poeta repentista e satírico.
10. 1970. Suicida-se, no Rio de Janeiro (RJ), o poeta, letrista, escritor, radialista, jornalista: TORQUATO NETO.
11. 1933. Nasce, em Santos (SP), Carlos Henrique Escobar, autor de Poesias (1962), Antígona América (1962) e As Ciências e a Filosofia (1975). 1972 Alphonsus de Guimarães Filho( inicia as atas do Sabadoyle (reunião de escritores que o colecionador Plínio Doyle faz, aos sábados, em sua casa.)
12. 1914. Morre, em Leopoldina (MG), o poeta Augusto dos Anjos.
13. ...
14. 1871. Nasce, em Pelotas (RS), o poeta Alberto Ramos, um dos primeiros poetas brasileiros a utilizar o verso livre, autor de Versos Proibidos (1898) e Elegias e Epigramas (1919). Foi tradutor de Heine e Nietzsche. 1901. Nasce, em Belmonte (BA), Sosígenes Costa, autor de Obra Poética (1978).
15. 1953. Morre, no Rio de Janeiro (RJ), o poeta Jorge de Lima.
16. 1879. Nasce, em Fortaleza (CE), o poeta e contista, Tomás Lopes, autor de Sonho (1901) e Caras e Corações (1910). 1918. Nasce, em Fortaleza (CE), o poeta e crítico, Aluísio Medeiros, autor de Trágico Amanhecer (1914) e Crítica (1954-1956 2 vols.).
17. ...
18. 1724. Morre, em Toledo (Espanha), Bartolomeu de Gusmão, conhecido como o Padre Voador. Foi o inventor do balão aerostático, subindo a bordo do Passarola. Escreveu textos científicos, sermões e poesias. 1915. Pronunciada conferência do poeta Goulart de Andrade, na Biblioteca Nacional. Seria um dos alvos prediletos dos modernistas.
19. 1967. Morre, no Rio de Janeiro (RJ), Guimarães Rosa. Lançado no Rio de Janeiro (RJ), pela Editora Sabiá, o livro Boitempo E a falta que Ama, de Carlos Drummond de Andrade.
20. ...
21. 1926. Nasce, em Itaipava (RJ), o escritor Raul de Leôni, “o último parnasiano”.
22. ...
23. 1909. Morre, no Rio de Janeiro (RJ), o poeta e romancista, Lúcio Mendonça. Seu livro Névoas Matutinas (1872) teve prefácio de Machado de Assis.
24. 1762. Nasce, no Rio de Janeiro, o Padre Antônio Pereira de Sousa Caldas, poeta e orador. Escreveu sobre a liberdade de imprensa, a tolerância religiosa e contra a escravidão. Foi perseguido pela Inquisição. Publicou Obras Poéticas (1821- 2 vols.), e Cartas de Abdir e Irzerumo (s.d.). 1861. Nasce, na Ilha do Desterro, hoje Florianópolis (SC), Cruz e Sousa, autor de Missal (1893) e Broquéis (1893), considerado o maior poeta do simbolismo brasileiro. Era filho de escravos.
25. ...
26. ...
27. ...
28. 1958. Morre, no Rio de Janeiro (RJ), o poeta Olegário Mariano, um dos mais populares do seu tempo, também conhecido como “o poeta das cigarras”.
29. 1958. Nasce, em Belém (PA), Agê de Carvalho, autor de Ror (1990), obra que reúne toda sua poesia.
30. ...

FONTE: Agenda Permanente da Literatura Brasileira / Fundação Biblioteca Nacional . – Rio de Janeiro: A Biblioteca, 1993.p. :il. ; cm.
1. Calendários Literários. 2. Literatura Brasileira – Cronologia.
I. Biblioteca Nacional (Brasil

 

 

 
Jocadeoliveira.comę 2006 All Rights Reserved.